Perguntas & Respostas

Como é constituído o aparelho respiratório?

O aparelho respiratório é constituído por diferentes estruturas.
Divide-se em:

  • Vias Aéreas Superiores (VAS):
    • Nariz e fossas nasais
    • Seios perinasais
    • Boca
    • Faringe (onde se situam as amígdalas)
    • Laringe (contém as cordas vocais que são indispensáveis para falar)
  • Vias Aéreas Inferiores (VAI):
    • Traqueia
    • Brônquios (dividem-se em brônquios de menores dimensões até aos bronquíolos)
    • Pulmões (contêm os alvéolos pulmonares onde ocorrem as trocas gasosas)
O que é uma infeção respiratória (IR)?

Uma infeção respiratória é uma doença do aparelho respiratório causada por microrganismos como vírus (maioritariamente) e bactérias.

Em doentes com diminuição da imunidade pode haver ainda outros agentes como fungos e protozoários que provocam infeções muito graves.

A forma como as diferentes infeções respiratórias se manifestam depende do órgão envolvido e de caraterísticas do próprio doente.

O que é uma epidemia?

Em certas circunstâncias, como ocorre por exemplo com o vírus da gripe (vírus Influenza) que é muito contagiante, o número de pessoas infetadas e a velocidade de propagação da doença é tão rápido que se chama uma epidemia.

Quando a epidemia ultrapassa uma única região e assume proporções regionais maiores e até planetárias, designa-se pandemia.

Que infeções podem afetar as Vias Aéreas Superiores (VAS)?
  • Constipação comum
  • Rinossinusite (infeção do nariz e dos seios perinasais)
  • Amigdalite (infeção das amígdalas)
  • Faringite e adenoidite (infeção da faringe e dos adenoides)
  • Laringite (infeção da laringe)
Que infeções podem afetar as Vias Aéreas Inferiores (VAI)?
  • Bronquite (infeção dos brônquios)
  • Bronquiolite (infeção dos bronquíolos)
  • Pneumonia (infeção do tecido pulmonar e alvéolos)
Porque razão são mais frequentes as infeções do aparelho respiratório do que as infeções de outros aparelhos?

Pela sua permanente comunicação com o exterior, o aparelho respiratório é mais suscetível a infeções do que qualquer outro aparelho do corpo humano.

Vírus e bactérias entram facilmente nas vias respiratórias e, apesar dos poderosos mecanismos de defesa que naturalmente as vias aéreas têm, podem, em certas circunstâncias, desenvolver infeções que provocam diferentes sintomas de acordo com a sua localização.

As infeções respiratórias ocorrem só nos meses frios?

As infeções respiratórias podem ocorrer durante todo o ano mas são mais comuns durante os meses de inverno, quando as pessoas estão mais próximas umas das outras e em ambientes fechados, o que facilita o contágio.

Quais os micro-organismos mais comuns que causam infeções respiratórias?

As infeções respiratórias são causadas por micro-organismos que são agentes microscópicos que invadem as células do nosso aparelho respiratório, lesando-as e alterando o nosso equilíbrio saudável. São fundamentalmente vírus e bactérias.

Principais vírus:

  • rhinovirus,vírus da influenza
  • vírus respiratório sincicial
  • coronavírus

Principais bactérias:

  • Streptococcus pyogenes (Beta-hemolítico grupo A)
  • Streptococcus pneumoniae (Pneumococo)
  • Haemophilus influenzae
  • Moraxella catarrhalis
Como se propagam as infeções respiratórias?

Grandes quantidades de vírus e partículas virais infestam as secreções respiratórias que, através das gotículas expulsas pela tosse, pelos espirros, beijos e fala, bem como pela manipulação de objetos contaminados, passam rapidamente entre os seres humanos.

Este processo de contágio também existe de forma menos intensa nas infeções provocadas por bactérias.

O que devo fazer para evitar ser infetado?
  • Evitar permanecer em lugares fechados com muitas pessoas
  • Proteger as vias respiratórias da proximidade de pessoas com tosse ou com espirros
  • Evitar cumprimentos de proximidade como beijos e abraços
  • Lavar e desinfetar frequentemente as mãos, sobretudo antes das refeições e da manipulação de alimentos e do contato com crianças e pessoas de idade avançada
O que devo fazer para evitar infetar outras pessoas quando estou doente?
  • Evitar frequentar ambientes com muitas pessoas
  • Cuidado ao tossir e ao espirrar cobrindo a boca com a prega do cotovelo ou com um lenço de papel que se deve eliminar em seguida
  • Lavar e desinfetar frequentemente as mãos evitando o contato físico com outras pessoas
  • Arejar regularmente o local onde se encontra
Quem está em risco de ter infeção respiratória?

Qualquer pessoa, mesmo sendo saudável, tem habitualmente cerca de 4 episódios de infeções respiratórias por ano, geralmente benignas e autolimitadas. Há, no entanto, condições físicas e doenças de base que facilitam a ocorrência destas infeções e o aumento da sua gravidade.

  • Idade – as crianças pequenas e os mais velhos (>65 anos) têm maior risco
  • Doentes vivendo em instituições – maior risco de desidratação e contágio
  • Doenças crónicas – obesidade, diabetes, hipertensão e hipercolesterolemia. Doenças cardíacas, cancro e doenças que comprometem a imunidade como SIDA, tratamentos de quimioterapia e doenças autoimunes
  • Alcoolismo e má nutrição
  • Tabaco
  • Gravidez, parto e menopausa
  • Profissionais de indústrias poluentes – química, poeiras, fumos, minas, criadores de pássaros
As crianças têm maior risco de ter infeção respiratória?

Sim, sobretudo as mais pequenas, porque têm uma imaturidade imunológica natural ( ausência de anticorpos) que favorece as infeções respiratórias. As infeções nas crianças  também são facilitadas pela maior exposição aos micro-organismos patogénicos respiratórios pelo contato próximo com os irmãos e com outras crianças, nas creches, infantários, escolas e amas. As condições de sobrelotação destes espaços favorecem muito a colonização e a propagação dos patogénios causadores de IR.

Fatores ambientais como o tabagismo passivo e a exposição a humidade, bolores e poluentes também favorecem as infeções respiratórias. Nalgumas famílias existe uma predisposição para deficiências imunológicas ou alterações anatómicas e/ou fisiológicas facilitadoras das infeções.

Quem tem maior risco para a sua saúde ao ter uma infeção respiratória?

Há determinados grupos de pessoas em que as infeções respiratórias podem ser graves e que, por isso, requerem maior atenção:

  • Crianças de tenra idade e de baixo peso
  • Doentes com patologias associadas como doenças cardíacas, diabetes, doentes acamados, idosos
  • Doentes com doenças respiratórias tais como asma, bronquite, Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica, enfisema pulmonar
  • Doentes com diminuição das defesas tais como: doentes oncológicos, doentes com SIDA, doentes debilitados
Quais são os sintomas de uma infeção respiratória?

Os sintomas das infeções respiratórias variam de acordo com o órgão predominantemente afetado, o tipo de micro-organismos, a sua virulência e as barreiras do hospedeiro. Apesar de haver sintomas que são caraterísticos de cada infeção, é frequente encontrar sinais e sintomas inespecíficos comuns:

  • Febre
  • Dores de garganta, dores de ouvidos, dores torácicas
  • Obstrução nasal, espirros, corrimento nasal e na garganta
  • Tosse
  • Pieira e dispneia (sensação de falta de ar)
  • Mal-estar geral, fraqueza
Quando devo recorrer a serviços de saúde por causa de uma infeção respiratória?

A maioria das infeções respiratórias são ligeiras, auto-limitadas e de evolução rápida. Deve-se recorrer a cuidados médicos quando:

  • Febre alta (>39º) e prolongada
  • Dores de garganta intensas com dificuldade em deglutir e/ou respirar
  • Dores de ouvidos ou dores torácicas intensas
  • Respiração ruidosa, tiragem (depressão da pele do tórax acima do esterno e das clavículas e entre as costelas) e esforço em respirar
  • Pieira e dispneia (sensação de falta de ar)
  • Cianose (cor arroxeada à volta dos lábios e nas unhas)
  • Quadro clínico muito sugestivo de infeção bacteriana com secreções espessas, de cor amarela ou esverdeada, exsudado purulento nas amígdalas (pontos e placas brancas)
  • Mal-estar geral, fadiga intensa
Quais são os sintomas de uma otite média aguda?

As otites são infeções dos ouvidos. O ouvido médio tem estreita relação com as vias respiratórias, comunicando com a rinofaringe por uma pequena estrutura tubular (trompa de Eustáquio) o que permite a contaminação do ouvido quando as vias respiratórias estão infetadas.

Sintomas:

  • Dor intensa (otalgia)
  • Febre
  • Perda de audição (hipoacusia)
  • Alteração do estado geral – irritação, perturbação do sono (sonolência ou sono interrompido), perda de apetite, diarreia, choro, sensação de pressão no ouvido e na cabeça.
Quais são os sintomas de uma rinossinusite aguda?

As rinossinusites são infeções do nariz e dos seios perinasais.

Sintomas:

  • Congestão nasal (nariz entupido)
  • Espirros e corrimento nasal
  • Dores de cabeça e na face
  • Perda de olfato e paladar, mau hálito
  • Dor de ouvidos e baixa da audição
  • Mal-estar geral, febre e cansaço
Quais são os sintomas de faringites e amidalites agudas?

As faringites e as amigdalites (referidas em termos comuns como anginas) são infeções muito comuns da faringe e das amígdalas, respetivamente.

Sintomas:

  • Dor de garganta, ardor ou sensação de garganta áspera
  • Sensação de volume na garganta
  • Tumefação dos gânglios do pescoço
  • Dificuldade em engolir
  • Febre alta e mal-estar geral
Quais são os sintomas das laringites agudas?

As laringites são infeções da laringe.

Sintomas:

  • Rouquidão
  • Dor de garganta
  • Tosse seca irritativa, “tosse de cão” na criança
  • Sensação de falta de ar
  • Febre e mal-estar geral
Quais são os sintomas de traqueobronquites agudas?

As traqueobronquites são infeções agudas da traqueia e dos brônquios.

Sintomas:

  • Tosse
  • Sensação de peso no peito, dor ao tossir
  • Sensação de falta de ar (dispneia)
  • Rouquidão, dor de garganta e ao engolir
  • Febre e mal-estar geral
Quais são os sintomas de bronquite crónica e exacerbação da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC)?

A bronquite crónica e a exacerbação da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica são afeções particulares dos brônquios.

Sintomas:

  • Tosse produtiva com expetoração
  • Episódios de agudização da bronquite
  • Sensação de peso torácico, dor ao tossir
  • Sensação de falta de ar (dispneia)
  • Febre e mal-estar geral
Quais são os sintomas de bronquiolite?

A bronquiolite é a infeção dos bronquíolos. É a infeção mais comum das vias respiratórias inferiores em crianças com menos de 2 anos.

Sintomas:

  • Crianças mais velhas: sintomas relacionados com as vias aéreas superiores (dor de garganta, nariz entupido)
  • Crianças mais jovens: após 2 a 5 dias instala-se quadro caraterístico de infeção das vias respiratórias inferiores:
    • Tosse
    • Dispneia (falta de ar)
    • Pieira (sibilos respiratórios, habitualmente chamados “gatinhos”)
    • Dificuldade em alimentar-se

Nos casos mais graves, o quadro progride para:

  • Dificuldade respiratória
  • Retração da pele do tórax acima do esterno e das clavículas e entre as costelas (“tiragem”)
  • Irritabilidade
  • Febre elevada
  • Respiração acelerada
  • Cianose (coloração arroxeada da pele e lábios)
Quais são os sintomas de pneumonia?

A pneumonia é a infeção do tecido pulmonar.

Sintomas:

  • Quadro infecioso agudo com calafrios e febre alta
  • Tosse
  • Dor torácica
  • Sensação de peso torácico, dor ao tossir
  • Sensação de falta de ar (dispneia), respiração encurtada, rápida e difícil
  • Febre e mal-estar geral
O que é uma broncopneumonia?

O termo broncopneumonia é uma designação que faz referência à infeção dos brônquios e dos pulmões e que, em termos clínicos é o mesmo que pneumonia.

Como se diagnosticam as infeções respiratórias?

O diagnóstico é feito pelo médico, na consulta, baseado fundamentalmente na avaliação dos sintomas e sinais que o doente apresenta. A observação dos ouvidos, nariz e garganta permitem diagnosticar a presença de sinais inflamatórios, corrimento nasal, exsudado purulento. A auscultação pulmonar permite avaliar o estado dos brônquios e dos pulmões.

O recurso a exames como radiografia do tórax , tomografia computorizada (TC), análises de sangue e das secreções podem justificar-se nalguns casos, consoante o grau de gravidade da infeção.

Como se tratam as infeções respiratórias?

A maioria das infeções respiratórias são autolimitadas e não apresentam riscos para os doentes. Devem, por isso, ser tratadas no domicílio, com medidas gerais como: controlar a febre e a dor, manter boa hidratação e higiene e evitar contagiar outras pessoas.

Quando é necessário recorrer aos serviços de saúde, o médico fará o diagnóstico da causa da infeção (viral ou bacteriana) podendo recomendar tambem tratamento com:

  • Antibióticos
  • Broncodilatadores e corticóides
  • Aerossóis e cinesioterapia respiratória

Quando se verificam sinais de gravidade, poderá ser necessário o internamento hospitalar.

As infeções respiratórias podem prevenir-se com vacinas?

Nas infeções respiratórias como noutras doenças, o melhor tratamento é a prevenção!

Existem diferentes vacinas para prevenir as infeções respiratórias quer virais quer bacterianas. Algumas destas vacinas são injetáveis e outras são administradas por via oral; todas são muito eficazes na prevenção de  grande parte das infeções respiratórias  do adulto e das crianças.

As vacinas proporcionam prevenção segura e eficaz e, quer pessoas saudáveis quer pessoas mais suscetíveis de se infectarem, beneficiam desta prevenção. Fale com o seu médico sobre a prevenção das infeções respiratórias.

Não tome medicamentos para o tratamento das infeções respiratórias sem serem prescritos pelo seu médico.O medicamento que resultou num seu conhecido pode não ser adequado para tratar o seu problema. Não interrompa o tratamento sem falar com o seu médico.Não interrompa o tratamento quando desaparecerem as queixas. Esta atitude está na origem do aumento da resistência aos antibióticos e da crescente dificuldade em encontrar outros antibióticos eficazes.Esta informação não dispensa a consulta com o seu médico.Não tome medicamentos que não lhe tenham sido prescritos pelo seu médico para o tratamento das infeções respiratórias.

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!