Como se tratam as infeções respiratórias?

O tratamento das infeções respiratórias deve ser orientado pelo médico após ter sido feito o diagnóstico da doença e da causa provável (Fig. 39).

O primeiro passo no tratamento das infeções respiratórias é a tentativa de identificação do agente causador. A distinção entre infeção viral ou bacteriana é vital dado que os tratamentos poderão diferir substancialmente.

Contudo, existem determinadas medidas gerais que são sobreponíveis.

  • A hidratação adequada é vital para a fluidificação das secreções e para compensar as perdas de água que decorrem da febre
  • Tratar a febre com medicamentos chamados antipiréticos, é importante caso a temperatura seja superior a 37,5º ou 38º C
  • Anti-inflamatórios: podem ser úteis no alívio da dor e da inflamação sobretudo nas infeções respiratórias altas, nomeadamente nas otites, rinossinusites, amigdalites, faringites e laringites
  • Broncodilatadores e corticóides: podem ser necessários nas infeções das vias respiratórias inferiores que têm um componente de espasmo dos brônquios ou caso exista história de asma concomitante
  • Oxigénio: diminuição do oxigénio no sangue e dispneia obrigam a internamento imediato e instituição de medidas como fornecimento de oxigénio
  • Cinesiterapia respiratória: a “ginástica respiratória“ – facilita a drenagem das secreções e a rápida recuperação do funcionamento de todo o aparelho respiratório

Caso se esteja perante a suspeita de uma infeção respiratória de origem bacteriana, deve iniciar-se antibioterapia empiricamente o mais rapidamente possível.

  • Antibióticos A terapêutica com antibióticos é dirigida para os agentes bacterianos mais prováveis e mais frequentes. É necessário ter em conta o uso prévio de antibióticos e ter em conta as alergias do doente.

Nos casos mais graves ou que requerem tratamento hospitalar, o tratamento antibacteriano deve ser orientado pelos resultados de análises identificadoras do agente e da sua sensibilidade aos diferentes antibióticos. Após o início do antibiótico e caso a infeção respiratória seja das vias aéreas inferiores, o indivíduo deverá ser reavaliado dentro de uma semana na consulta médica e efetuar radiografia de tórax após a finalização do antibiótico.

Não tome medicamentos para o tratamento das infeções respiratórias sem serem prescritos pelo seu médico.O medicamento que resultou num seu conhecido pode não ser adequado para tratar o seu problema. Não interrompa o tratamento sem falar com o seu médico.Não interrompa o tratamento quando desaparecerem as queixas. Esta atitude está na origem do aumento da resistência aos antibióticos e da crescente dificuldade em encontrar outros antibióticos eficazes.Esta informação não dispensa a consulta com o seu médico.Não tome medicamentos que não lhe tenham sido prescritos pelo seu médico para o tratamento das infeções respiratórias.

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!