Como se propagam as infeções respiratórias?

22

Os vírus têm pouca autonomia fora do contacto com células vivas.

Poucos se podem manter ativos em superfícies inorgânicas muito tempo pelo que desenvolveram capacidades infetantes muito apuradas que lhes permitem penetrar rapidamente pelas vias respiratórias, multiplicarem–se e infetar outras células rapidamente.

Neste processo, grandes quantidades de vírus e partículas virais infestam as secreções respiratórias que, através das gotículas expulsas pela tosse, pelos espirros, beijos e fala, bem como pela manipulação de objetos contaminados, passam rapidamente entre seres humanos (Fig. 22). Este processo de contágio também existe de forma menos intensa nas bactérias, que necessitam de condições muito especiais para se desenvolverem.

Esta grande facilidade de propagação explica a importância da adoção de medidas de higiene para interromper a cadeia de contágio:

PARA NÃO SER INFETADO:

  • Evitar permanecer em lugares fechados com muitas pessoas
  • Proteger as vias respiratórias da proximidade de pessoas com tosse ou com espirros
  • Evitar cumprimentos de grande proximidade como beijos e abraços
  • Lavar e desinfetar frequentemente as mãos (sobretudo antes das refeições, da manipulação de alimentos e do contato com crianças e pessoas idosas ou debilitadas)

 

PARA NÃO INFETAR OUTRAS PESSOAS:

  • Evitar frequentar ambientes com muitas pessoas
  • Cuidado ao tossir e ao espirrar cobrindo a boca com a prega do cotovelo ou com um lenço de papel que deve eliminar de seguida
  • Lavar e desinfetar frequentemente as mãos evitando contatos físicos com outras pessoas
  • Arejar regularmente o local onde se encontra
Não tome medicamentos para o tratamento das infeções respiratórias sem serem prescritos pelo seu médico.O medicamento que resultou num seu conhecido pode não ser adequado para tratar o seu problema. Não interrompa o tratamento sem falar com o seu médico.Não interrompa o tratamento quando desaparecerem as queixas. Esta atitude está na origem do aumento da resistência aos antibióticos e da crescente dificuldade em encontrar outros antibióticos eficazes.Esta informação não dispensa a consulta com o seu médico.Não tome medicamentos que não lhe tenham sido prescritos pelo seu médico para o tratamento das infeções respiratórias.

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!